adere.png

PREVENÇÃO

sabemos que as chances de uma criança desenvolver deficiência intelectual dependem de diversos fatores: genética, acompanhamento da gestação, saúde da mãe durante a gravidez, ambiente familiar saudável na infância e adolescência, dentre outros. Por isso, a prevenção é tudo. Alguns cuidados são imprescindíveis para que possamos evitar que filhos, filhas, netos, netas tenham deficiência intelectual. Então, atente-se:


• Está planejando engravidar? Tem casos de deficiência intelectual na família, uniões estáveis entre parentes ou é maior de 35 anos? Então procure aconselhamento genético.

• Engravidou? Então não falte a nenhuma consulta de pré-natal, faça todos os exames necessários, tome as vacinas que o especialista indicar e, no caso de qualquer problema, como infecções, pressão alta, diabetes e afins, fale com o médico para tratar rapidamente e evitar danos ao feto.

• Quer ficar saudável durante a gestação? Então mantenha uma alimentação equilibrada, não faça uso de álcool, drogas ou tabaco.

• O bebê nasceu? Parabéns! Então é hora de fazer o Teste do Pezinho, obrigatório em nosso país. O teste é a maneira mais efetiva de detectar problemas como a fenilcetonúria e o hipotireoidismo congênito, causadores da deficiência intelectual.

• O bebê está crescendo? Então não se esqueça de manter a carteira de vacinação em dia, seguindo as recomendações do pediatra.

• Seu bebê precisa de uma alimentação adequada: amamentação exclusiva até os seis meses e, após esse período, como alimento complementar, até pelo menos os 2 anos de idade. Caso a amamentação não seja possível, converse com o pediatra para encontrar alternativas saudáveis para o bebê.

• O ambiente familiar faz toda a diferença no desenvolvimento da criança. Por isso, precisa ser saudável, seguro, com relações e vínculos afetivos positivos, que promovam estímulos adequados a cada fase do desenvolvimento infantil.

• A criança parece estar com algum problema? Não deve ser nada, mas não deixe para depois: procure o pediatra para ter certeza de que nada vai atrapalhar o desenvolvimento físico e intelectual de seu filho ou filha.