PROJETOS

PROJETO TRAVESSIA

A Adere há anos desenvolve um trabalho inclusivo com idosos em seu território. Esta vivência reforçou a importância e a inexistência de um trabalho específico para esse segmento da população com deficiência intelectual. Além disso a Adere desde 2008 participa com outras instituições do grupo de estudo sobre o envelhecimento precoce das pessoas com deficiência intelectual e de todos os grupos de estudo criado pela Prefeitura Municipal de São Paulo, CREAS- JABAQUARA, sobre o envelhecimento do deficiente intelectual. A experiência acumulada ao longo desses anos credencia a Adere a vir estabelecer uma parceria com a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania para atender e beneficiar este seguimento na região do Jabaquara dada a escassez de recursos voltados a essa realização. Entendemos que poderemos oferecer uma ferramenta para encarar a complexidade das mudanças biopsicossociais do processo de envelhecimento, dado o crescimento da população idosa e o aumento da expectativa de vida. Os impactos esperados estão relacionados no item anterior.

A velhice é constituída, prioritariamente, por conteúdos negativos que tiram do idoso a possibilidade de bem estar e de qualidade de vida, porém deve ser encarada como mais uma etapa, com pontos positivos e negativos, e não como o fim de um processo. Felizmente, nos últimos anos, pesquisadores tem direcionado a atenção para as potencialidades e os recursos existentes nesta etapa de vida. Monma (2009) ressalta que se encara a existência de uma imagem negativa da velhice talvez ligada à presença de crenças, preconceitos e estereótipos. Ela entende que nesta perspectiva faz-se necessária a reconstrução positiva desse conceito, o que implica na programação de um processo de valorização desse grupo, assumindo-se assim o envelhecimento e buscando-se reestruturação de sua identidade social. Há necessidade de aprimorar suas relações interpessoais para desenvolver-se satisfatoriamente de forma a conquistar maior autonomia, satisfação pessoal e melhor qualidade de vida. Entendemos que a integração entre o universo dos participantes, objetivo deste trabalho tem suas peculiaridades. O idoso deficiente intelectual devido a sua espontaneidade, torna-se neste projeto um elemento e estimulador para os outros participantes para que consigam trazer à tona sentimentos, resgates de história de vida, diminuindo medos e ameaças a resistências e tabus sobre o seu envelhecimento para ressignificar esse seu momento e poder construir seu projeto de vida.

 

Objetivos:

Oferecer ao público alvo:

- Um processo reflexivo sobre o envelhecimento ativo;

- Criar um espaço de escuta que permita a troca de experiências e informações;

- Desenvolver um trabalho de caráter psicossocial, cultural e de saúde junto aos participantes e seus familiares;

- Prevenir a institucionalização e segregação, promovendo a inclusão social;

- Assegurar o direito a convivência familiar e comunitária;

- Conscientizar sobre direitos e deveres previstos no Estatuto do Idoso;

- Ampliar o conhecimento dessa realidade de integração (idosos com e sem deficiência Intelectual) para se criar uma referência de trabalho que possa ser replicada;

 

Beneficiários Diretos:

Os beneficiários diretos desse projeto serão 15 pessoas com deficiência intelectual e 65 pessoas sem deficiência. C

Custo Total do Projeto:

R$ 256.262,00